skip to Main Content
Fatores Que Impactam A Criatividade Das Crianças.

Fatores que impactam a criatividade das crianças.

Em dezembro fui convidada para um evento no espaço Faber- Castell Aprendizagem Criativa no shopping Market Place aqui em São Paulo, organizado pela revista Pais e Filhos que contou com as pedagogas Roberta e Thais Bento. Primeiro vou falar um pouquinho sobre o espaço da Faber Castell. Em parceria com Leo Burd, pesquisador brasileiro do MIT, o espaço foi projetado para que as crianças tenham a oportunidade de usar a criatividade e diversos recursos como tecnologia, na resolução de problemas e criação de projetos. Amplo, colorido e moderno instiga nossos olhos e nossas mentes com curiosidade e admiração. É um modelo consistente da mais recente tendência de aprendizagem baseada em pilares como resolução de problemas através da criatividade, cooperação e conteúdos disciplinares que se interrelacionam. O evento contou com uma palestra dada por Roberta e Taís Bento, mãe e filha, ambas pedagogas, especialistas em Neurociência e responsáveis pelo portal SOS Educação. O conteúdo dividido conosco foi tão rico e relevante para mim como mãe e professora que decidi escrever e dividir as dicas com vocês.

Basicamente a palestra foi sobre como estimular a criatividade das crianças e que fatores são prejudiciais nesse processo. Segue abaixo um breve resumo do que foi falado por elas:

1 – Autoestima – as crianças e adolescentes de hoje se comparam a uma realidade inexistente por conta das redes sociais e dos estímulos tecnológicos. Criança com baixa autoestima não consegue criar pois não acredita que seja capaz disso. Elogiamos nossos filhos frequentemente mas pense no tipo de elogios. “Filho como você é lindo!” ou “Filho como você é esperto!”  são bem comuns certo? Nada de errado com eles mas elogios mais relevantes e autênticos são os que constroem a autoestima efetivamente. Dividir responsabilidades em casa, delegar tarefas com eles e elogiá-los pelo desempenho deles em relação a isso são os elogios que de fato contribuem positivamente na construção da autoestima. Elogie pelo esforço, pelas estratégias e pela conquista de autonomia ao realizar tarefas em casa.

2 – Recursos na Memória a longo prazo – crianças precisam ter dois tipos de memórias – a memória de fatos a qual compreende diferentes vivências e experiências, como viagens para o campo, praia, visitas a museus, fazendinhas entre outros. Quanto mais ampliamos o repertório de vivências, maior será a memória de fatos para eles ressignificarem conhecimentos. Outra memória igualmente importante é a memória de procedimentos que nada mais é que a memória relacionada ao passo a passo e etapas para realizar algo. Como fazer um bolo, como criar um álbum, como montar um brinquedo…. Todas as atividades que requerem da criança uma ordem de procedimentos são extremamente importantes para que ela desenvolva e adquira essa ordem de pensamento para se organizar. Isso a ajudará em uma série de atividades, inclusive fazer lição e estudar, já que eles precisam entender como se organizar para tais desafios.

3 – Capacidade de Foco e Concentração – pesquisas mostram que as crianças hoje dormem uma média de 2 horas a menos do que nós dormíamos no passado. O resultado disso são crianças mais cansadas e irritadas durante o dia impactando no emocional e no aprendizado. Quando dormimos, nossos neurônios podem relaxar e nosso cérebro passa por uma limpeza de toxinas durante esse período. Dormindo mal ou menos, essa limpeza não ocorre de forma completa fazendo com que a criança já acorde impaciente e com menos disponibilidade para aprender e criar.

Ideias bacanas para se fazer em casa.

  • Caixa sucata em casa à disposição deles – crie uma caixa com todos os tipos de materiais e sucatas e a deixe disponível para que as crianças explorem e criem livremente. Você pode introduzir a caixa, criar algo com eles em um primeiro momento e depois tê-la como um recurso livre em casa.
  • Momento – todos desconectados. Se você tiver filhos mais velhos que já usam tablets, computadores…você pode estabelecer um horário para que todos em casa estejam desconectados fazendo atividades como leitura, jogos, desenho, qualquer uma que não precise de internet para acontecer.

Espero que essas dicas dessa dupla tão bacana ajude vocês a terem uma rotina mais produtiva e tranquila com os pequenos na volta às aulas. Um ótimo 2019 em sala de aula para eles.   05/02/2019

Seguem links bem interessantes sobre o cérebro e o sono inclusive um publicado no SOS Educação.

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/10/131016_sono_cerebro_enzima_mm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top