Esse texto é feito especialmente para as mamães que passarão alguns dias longe dos filhos agora no período de férias…

Férias longe dele nunca são fáceis pra mim. Essa semana um tanto mais emotiva já por conta dessa distância nos próximos dias foi ainda mais complicada! Fim de semestre na escola (não consegui me despedir dos meus alunos e fiquei super chateada, pois cai doente (como há tempos não caia), preparativos para o aniversário do Tom e essa sofrência pré separação rs. Se você está passando por isso pela primeira vez, serei prática! Vai doer, mas a boa notícia é que a gente também vai se acostumando com esse novo capítulo.

Estratégias importantes! Mais uma vez focar em você! Se programe para um curso, uma viagem, ou atividades que você tem prazer e nunca tem tempo para fazer! Preencha seu tempo e se preencha de você. A distância deles pode causar sentimentos amargos e infantis como ciúmes e tristeza pelos momentos deles não vividos conosco. Tom, desde muito pequeno, tem vivências, experiências longe de mim. Isso já me fez sofrer também e é nessa hora que nossa voz interna mais madura precisa tocar a sirene e nos confortar. O filho não é só nosso e que bom se puder viver coisas bacanas em outros núcleos também. Além disso, pense no ganho que essas crianças terão em termos de formação e habilidades. Serão mais autônomas, mais resilientes e flexíveis, terão uma noção mais ampla de constituições familiares, e, na minha opinião, terão uma visão de mundo mais ampla e diversa.

Quanto a nós mães, também temos muito a ganhar! Temos uma brecha forçada para nos cuidarmos mesmo que essa venha com a típica culpa que todas as mães sempre carregam.  Como poder curtir sozinha, com amigos ou com namorado sem os filhos? Isso é tão intrínseco no modo operante maternidade que precisamos redobrar os cuidados. Os atos de se boicotar, se julgar, se culpar entre outros podem te visitar a qualquer momento e normalmente eles vêm disfarçados rs! Você não os percebe!  Minha terapeuta criou todo um enredo para minha “pneumonia” que a princípio, ouvi e respondi com altas gargalhadas. Minutos depois já tendo refletido um pouco mais, tive que concordar que tudo se encaixava. Sim, ela associou meu “quadro clínico tosse de cachorro sem parar” a um mecanismo bem comum chamado auto-sabotagem. Por conta da distância do Tom e de uma viagem muito esperada e desejada por mim na qual vou sem ele (conto para vocês depois! Animada e com menos culpa já após a última sessão de terapia), minha mente deu um jeito de criar uma situação que se alimentada por mim, minhas culpas, meus medos, poderia sim inviabilizar a tal viagem. Muito complexo, né? Mas faz sentido, acreditem!

Então voltemos ao início de tudo: você! Quanto mais você se conhecer, melhor lidará com esses novos arranjos e circunstâncias que serão inevitáveis depois de uma separação. Quanto mais se conhecer, melhor escolherá quais recursos usar para driblar esses sofrimentos. E acredite: seu exemplo para seus filhos é fundamental para que eles sejam felizes e autônomos. Uma mãe inteira e sorridente faz um bem danado a eles. Fique bem para fazer o bem para eles! Felizmente o tempo voa e logo vocês estarão na rotina ou curtindo as férias juntos.

Nota para meu filho: Meu amor! Que você curta muito seus momentos longe da mamãe! Seja um bom menino, faça as escolhas certas; não adianta ser bonito e não usar a cabeça! (meus mantras diários rs.) Fique feliz, pois o tempo voa e logo logo estaremos juntos vendo desenho na minha cama! O coração da mamãe aperta muito, mas dessa forma a gente valoriza ainda mais a tua volta. Quero você sempre sorrindo! Mamãe vai fazer algo que ama, vai viajar um pouquinho, se alimentar desse mundão lindo e vai voltar feliz, mais completa e mais cheia de amor pela vida pra você! Essa viagem será muito especial para a mamãe e um dia vou adorar te contar sobre ela.

Dedico esse texto a todas as mamães que não podem ou não tem como dividir os pequenos com os pais. Dividir é difícil, mas nos permite uma certa renovação e descanso. Ser mãe separada e solo full time é exaustivo demais. Vocês são grandes guerreiras que merecem todo respeito e admiração.

30/06/18